DAP 2014 PP – MNCH – Portuguese


perfil do candidato – saúde materna, infantil e neonatal
Grupo Alvo
  • Ser natural de um país elegível
  • Estar actualmente empregado como médico, enfermeira, parteira ou formador na área da saúde maternal, infantil e neonatal
  • Estar actualmente empregado para prática clínica ou formação com componentes clínicos práticos num hospital, numa clínica rural, instituição de formação ou organização de sociedade civil, incluindo organizações baseadas na Fé.
  • Possuir uma visão clara de como serão aplicados os conhecimentos adquiridos no curso de curta duração de forma a melhorar a taxa de mortalidade e morbilidade materna e/ou infantil no país de origem.
Elegibilidade
  • Cumprir com os requisitos de restrição de idade para o seu paísCumprir com os requisitos de experiência de trabalho para o seu país.Comprometer-se formalmente a retomar o seu actual emprego após a conclusão do curso de curta duração
  • Uma vez que este curso será ministrado em Inglês, é necessário um nível adequado de proficiência para que os bolseiros possam participar e beneficiar do curso totalmente
  • Reunir os requisitos de elegibilidade em baixo enunciados
  • Os candidatos dos sexo feminino e com incapacidades são encorajadas a candidatarem-se.
Países Etiópia, Quénia, Moçambique, Sudão do Sul, Sudão, Tanzânia, Uganda.
Participantes
  • Serão seleccionados no total 30 candidatos, sendo 75% desses candidatos mulheres
Opções de Serviço de Apoio
  • Assistência de necessidades especiais específicas de acordo com cada caso.
Critérios Gerais de Elegibilidade para os Candidatos dos Cursos de Curta Duração
Para ser elegível para uma Africa Fellowship, os candidatos devem
  • Ter cidadania de um dos países africanos elegíveis e residir actualmente no país da sua nacionalidade
  • Não estar casado, nem numa união de facto, não estar comprometido com uma pessoa que tem ou é elegível para ter cidadania ou estatuto de residente permanente na Austrália ou na Nova Zelândia
  • Preencher todos os requisitos específicos estabelecidos pelo país do candidato e/ou governo da cidadania que possui
  • Preencher todos os requisitos exigidos pelo Departamento de Imigração e Cidadania (DIAC) para o pedido de um visto de estudante DFAT
  • Possuir todos os requisitos de admissão específicos da Instituição na qual o curso de curta duração será realizado
  • Possuir habilitações de médico ou enfermeira que permita praticar no seu país natal.
  • Possuir um bacheralato ou equivalente.

Os candidatos devem informar o Governo Australiano de qualquer ligação ou relação com pessoal contratado pelo Governo Australiano ou Empresas Gestoras na altura da candidatura.

Detalhes do Curso – Saúde Maternal, Infantil e Neonatal
  • Saúde pública e epidemiologia – Abordagens de saúde pública à saúde materna e neonatal, medindo a mortalidade e morbilidade materna, neonatal e infantil e factores de risco, indicadores e medições para o planeamento, monitorização e avaliação de programas de saúde materna e neonatal.
  • Sistemas de saúde – Os blocos fundamentais, estruturas de suporte para a implementação, melhoria da qualidade e ferramentas incluindo auditorias clínicas, desenvolvimento de protocolos de saúde. Hospitais amigos de mães e bebés e controlo de infecções.
  • Programas especiais – O papel dos homens como parceiros na saúde sexual, reprodutiva e no parto. Contacto com adolescentes: saúde reprodutiva sexual e gravidez na adolescência; Abuso de substâncias: álcool, marijuana, outras; Abuso de crianças, adopção, órfãos; Gravidez não planeada/indesejada e aborto induzido; Idade e número de partos; Problemas sociais para as mulheres, crianças, famílias e comunidade; Migração urbana.
  • Promoção e advocacia da saúde – Princípios da promoção da saúde, recolha de informação para o desenvolvimento da promoção da saúde, e promoção da saúde dirigida; Acção e participação comunitária; Abordagem para aumentar a consciencialização junto das mães acerca da importância da nutrição, comportamento sexual, infecções.
  • Investigação e evidências – Uso de evidências em programas de saúde e métodos de investigação – investigação de acção participativa, ética, fontes de financiamento; Gestão de desenvolvimento, auditorias e planos de actividades.
  • Recém-nascidos e cuidados neonatais – Recém-nascidos – gestão imediata do recém-nascido incluindo bebés prematuros (aquecimento, nutrição, prevenção de infecções, avaliação, cuidado «canguru»). Neonatos – abordagens clínicas a problemas neonatais frequentes e prevenção, cuidados neonatais baseados na comunidade. Sessões práticas de neonatologia – nutrição e gestão de fluídos. Formação em equipamento utilizado frequentemente em cuidados a recém-nascidos e neonatologia.
  • Saúde materna: Actualizações clínicas e capacitação – Saúde reprodutiva e de género – conceitos e ferramentas para a análise de género, desigualdades com base no género, generalização da igualdade de género em instituições, ligação do género à saúde; Técnicas de ensino; Identificação de condições pré-natais que predispõem a complicações. Relação entre saúde materna, gravidez, parto e resultados nas crianças; Avaliação e gestão de risco materno e neonatal. Abordagens clínicas a problemas maternos frequentes; Prevenção e gestão de emergências obstétricas frequentes – PPH, eclampsia, sépsis, aborto; gestão da mulher durante o parto; gestão de HIV e DSTs – testagem no ponto de cuidados médicos, PMTCT; Gestão da mulher grávida positiva ao HIV e criança positiva ao HIV.

Nota:

  • Antecipa-se que o curso decorra por um período de cinco semanas.
  • O curso da Africa Fellowship será ministrado entre Julho de 2014 e Março de 2015.
  • As Africa Fellowships são experiências de aprendizagem intensiva.

Any questions?

If you cannot find the answer on our FAQs page, feel free to get in touch using the contact form.